Cinema Cinema O regresso

O regresso

Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

“O Regresso” trata justamente sobre uma época longe da nossa, a primeira metade do século XIX, quando os EUA ainda viviam em meio a conquistas de territórios.

 

 

 

 

 

 

 

O Regresso

Os americanos adoram falar sobre sua própria história, e a conquista de novos territórios é um dos temas favoritos. Por toda a história de Hollywood, muitos filmes trataram desses momentos, e alguns dos principais clichês do cinema estão nestes filmes, alguns realmente muito bons. “O Regresso” trata justamente sobre uma época longe da nossa, a primeira metade do século XIX, quando os EUA ainda viviam em meio a conquistas de territórios. Mas é focado num pequeno período da vida de Hugh Glass, personagem de Leonardo DiCaprio, explorador e comerciante de peles que tem um filho fruto do casamento com uma índia Pawnee. A história (real) de Glass (1780-1833) gerou vários livros, e o filme de Alexandre González Iñárritu surgiu da adaptação do livro “The Revenant: A Novel of Revenge”, de Michael Punke, com roteiro do próprio diretor Iñárritu juntamente com Mark L. Smith (curiosamente, de fora das indicações da Academia na premiação de 2016).

Quase uma tendência dos filmes de 2015 é a de momentos arrastados, “devagar quase parando”, e “O Regresso” também os tem: é preciso paciência para admirar a obra como um todo, porque o filme, embora enorme, vale a pena. O elenco é quase todo masculino, outra característica dos principais filmes do ano (além deste, três dos principais filmes do ano, “Spotlight“, “A Grande Aposta”, “Os Oito Odiados”, possuem elencos formados quase somente por homens, tendo “Carol”, “O Quarto de Jack” e “As Sufragistas” como alguns dos poucos contrapontos com mulheres como protagonistas). Premiado por “O Regresso” em Houston e Nevada, Tom Hardy concorre ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante num ano em que, por outras ótimas interpretações, também foi premiado (como ator principal) por filmes como “Legend” e “Mad Max: Estrada da Fúria”, mas tem poucas chances diante do favoritismo de Sylvester Stallone por “Creed” e, correndo por fora, Mark Rylance (por “Ponte de Espiões”).

Leonardo DiCaprio é o grande nome do longa, e finalmente deve levar o Oscar, embora já tenha tido outras excelentes chances para tal. Mas ouso dizer que mesmo o excelente trabalho de DiCaprio é ofuscado pela grandiloquência do filme: o esmerado trabalho técnico comandado por Iñárritu, que de fato levou as equipes para lugares congelantes da Argentina e do Canadá, fez toda a diferença para a veracidade que as sequências nos oferecem. A fotografia de Emmanuel Lubezki (que dividiu com John Seale, de “Mad Max: Estrada da Fúria”, quase todas as premiações do ano e é o favorito ao Oscar) é muito mais verossímil e interessante que a de “Os Oito Odiados“, que também oferece ao espectador uma ambientação igualmente gelada, mas em alguns momentos nitidamente fake. “O Regresso” também se destaca nos quesitos Edição, Figurino, Direção de Arte e nas categorias de som, além dos efeitos visuais que criaram cenas como a do ataque da ursa ao personagem de DiCaprio (que fez questão de explicar, desnecessariamente, que não foi estuprado pelo animal na cena tão polêmica…).

Num ano em que alguns dos melhores filmes são por demais didáticos (“Spotlight”, “A Grande Aposta”) ou, no extremo oposto, bem “fora da casinha” (“Joy“, “Anomalisa“, “Divertida Mente“), “O Regresso” fica no meio termo, e isso não o torna de menor excelência do que todos estes citados. Vencedor do Globo de Ouro deixando para trás “Spotlight” e “Mad Max: Estrada da Fúria” que, juntos, levaram mais de trinta premiações de melhor filme, o filme de Iñárritu (que, além do Globo de Ouro, levou prêmios de direção em Dallas, Houston e Nevada) surge como azarão. Tem grandes qualidades que justifiquem a premiação maior, mas ainda assim seria surpresa. É um filme forte, não espere um mero entretenimento, mas merece ser visto.

Tommy Beresford

( Fonte : www.cinemagia.wordpress.com )

AddThis Social Bookmark Button

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow
© 2006 - 2016 Letras e Livros. Todos os direitos reservados. - Este site é gerenciado por:

O site Letras & Livros.com.br é uma iniciativa de Vladimir Lima Araújo e sem fins lucrativos. Este espaço não tem vinculação a nenhuma editora, gravadora ou publicação e possui como objetivo maior a divulgação de matérias referentes à literatura em geral. Aguardamos dos que nos derem o prazer da visita, críticas, sugestões, comentários e idéias, que serão sempre bem vindas. Desde já, o nosso muito obrigado. As opiniões emitidas em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem, necessariamente, a posição deste site.