Um reflexo na escuridão

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Em um dos seus títulos mais conhecidos, Philip K. Dick  fala sobre a perda da própria identidade, psicose e esquizofrenia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Substância D é a droga mais letal já encontrada nas ruas de Los Angeles. Ela destrói as conexões entre os hemisférios do cérebro, causando desorientação, e depois, dano cerebral irreversível. O agente infiltrado da narcóticos que atende pelo nome de Bob Arctor tenta a todo custo descobrir a fonte da droga. No entanto, para fazer isso ele tem que se disfarçar de usuário e, sem perceber, acaba se tornando tão dependente quanto os drogados que ele investiga.

Um Reflexo na Escuridão, um dos livros mais conhecidos de Dick, é, na realidade, de uma natureza semi-autobiográfica. O autor nunca escondeu de ninguém que as suas próprias experiências como dependente de anfetaminas inspiraram não só o conceito, mas também vários eventos da obra. Esse relato magistral da psicose, esquizofrenia, e da perda da própria identidade é dedicado a várias pessoas que ele conheceu e que perderam suas vidas ou tiveram a sanidade danificada pelo consumo de drogas.

"Arctor/Fred, um agente disfarçado, é obrigado a esconder sua verdadeira identidade tanto dos que convivem com ele no dia a dia dos usuários de substâncias ilícitas quanto de seus colegas policiais. No entanto, trabalhar como agente infiltrado para a divisão de narcóticos pode cobrar seu preço: ele acaba viciado em uma droga psicotrópica perigosa e muitas vezes letal, a Substância D. Um dos mais terríveis efeitos colaterais da substância é a cisão entre os dois hemisférios do cérebro, que passam a agir de forma independente, por vezes até "competitiva" entre si. Ambas as identidades, a de viciado e a de policial, podem levar o protagonista aos limites entre a realidade e a ilusão, onde paira a dúvida a respeito do verdadeiro "eu"."

"Uma temática constante na obra de Philip K. Dick é o debate sobre o que é real vs. imaginário. Neste, que é um dos seus títulos mais conhecidos, o autor eleva esse debate ao máximo, apresentando uma narrativa que fala sobre a perda da própria identidade, psicose e esquizofrenia.

A edição inclui dois extras especiais: uma entrevista com o autor, dada a Mike Hodel na época do lançamento falando sobre drogas, literatura e ficção cientifica, e um artigo, escrito por Vaughan Bell, em que se discutem certos tipos de psicose, à luz da neuropsicologia e de situações apresentadas no romance.

Dick teve diversos títulos adaptados para o cinema que acabaram tornando-se grandes clássicos, como "Blade runner", baseado no romance "Androides sonham com ovelhas elétricas?". "Um reflexo na escuridão" não é diferente e foi adaptado pelo cineasta Richard Linklater, autor do premiado "Boyhood", com Keanu Reeves, Winona Ryder e Robert Downey Jr. no elenco."

UM REFLEXO NA ESCURIDAO

Autor: DICK, PHILIP K.

Origem:  NACIONAL

Editora: EDITORA ALEPH

Idioma:  PORTUGUÊS

Edição:  1

Ano de Edição: 2016

Assunto: Literatura Internacional - Ficção Cientifica

Idioma: PORTUGUÊS

Ano:  2016

País de Produção: BRASIL

Código de Barras:  9788576573074

ISBN:  8576573075

Encadernação:  BROCHURA

Altura: 21,00 cm

Largura: 14,00 cm

Comprimento: 2,00 cm

Peso: 0,35 kg

Complemento:  NENHUM

Nº de Páginas:  356

AddThis Social Bookmark Button

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow
© 2006 - 2016 Letras e Livros. Todos os direitos reservados. - Este site é gerenciado por:

O site Letras & Livros.com.br é uma iniciativa de Vladimir Lima Araújo e sem fins lucrativos. Este espaço não tem vinculação a nenhuma editora, gravadora ou publicação e possui como objetivo maior a divulgação de matérias referentes à literatura em geral. Aguardamos dos que nos derem o prazer da visita, críticas, sugestões, comentários e idéias, que serão sempre bem vindas. Desde já, o nosso muito obrigado. As opiniões emitidas em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem, necessariamente, a posição deste site.