Livros Não Deixe de Ler Uma história natural da curiosidade

Uma história natural da curiosidade

Em seu livro mais pessoal, Alberto Manguel traça o mapa da sua própria vida enquanto curioso, recorrendo às leituras que fez ao longo do caminho.

 

 

 

 

 

 

 

 

“Quem se contenta com respostas são os mortos. Os vivos questionam-nas.» O livro mais pessoal de Alberto Manguel, onde o escritor traça o mapa da sua própria vida enquanto curioso, recorrendo às leituras que fez ao longo do caminho. "Uma História da Curiosidade" é uma eloquente mistura de filosofia, literatura e memória. Arranca com a premissa de que a curiosidade é um impulso que liga aprendizagem, imaginação, desenvolvimento e progresso. Na procura de pistas e orientação, o autor recorre ao extenso conjunto de livros que marcaram a sua própria vida.Manguel elegeu para este livro uma série de escritores que instigaram a sua imaginação. Cada capítulo é dedicado a um pensador, cientista ou artista que de algum modo iluminou a pergunta Porquê?. Desta galeria de eternos curiosos constam, por exemplo, Tomás de Aquino, David Hume, Lewis Carroll, Sócrates e, acima de todos, Dante.Depois de tudo o que leu e pensou, Manguel pretende inaugurar um diálogo. A curiosidade não é o fim, é o passaporte, o convite para viajar. «Uma pequena maravilha, um livro infinito, no sentido borgesiano, talvez mais estimulante que o clássico Uma História da Leitura. Uma obra total, que tem tanto de arte poética da curiosidade como de guia ou manual prático sobre a arte de fazer perguntas. Segundo o próprio autor, a ideia de que a interrogação é uma viagem interminável, que fracassa sempre e nunca alcança a certeza, mas que volta a tentar, para falhar melhor, como desejava Beckett, ‘não é uma má definição da vida’.» El Mundo «No espaço de apenas dois capítulos, Manguel discorre sobre Sherlock Holmes, Tomás de Aquino, Hume, Diderot, Shakespeare, Ibn Khaldun, Wilde, Fílon de Alexandria, Tertuliano, Stevenson, Tennyson, Séneca e Heraclito. Ao mesmo tempo, fala sobre budismo, educação talmúdica e teologia cristã, dando um nó em tudo isto quando discute a sonda exploratória enviada para Marte em 2011. O nome da sonda? Curiosidade.» The Telegraph «Não importa se concordamos com os argumentos do autor. Ele quer que paremos para pensar. E ler este livro de Manguel é um alerta para o facto de o tempo transformar a nossa relação com a arte, com as ideias e com a própria linguagem. O maior dos seus efeitos é a capacidade de gentilmente nos fazer olhar para trás, não para procurar respostas, mas para descobrir mais perguntas.»The Globe

UMA HISTORIA NATURAL DA CURIOSIDADE

Autor: MANGUEL, ALBERTO

Tradutor: GEIGER, PAULO

Origem:  NACIONAL

Editora: COMPANHIA DAS LETRAS

Edição:  1

Ano de Edição: 2016

Assunto: Biografias

Idioma: PORTUGUÊS

Ano:  2016

País de Produção: BRASIL

Código de Barras:  9788535927702

ISBN:  8535927700

Encadernação:  BROCHURA

Altura: 21,00 cm

Largura: 14,00 cm

Comprimento: 2,80 cm

Peso: 0,60 kg

Complemento:  NENHUM

Nº de Páginas:  496

AddThis Social Bookmark Button

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow
© 2006 - 2016 Letras e Livros. Todos os direitos reservados. - Este site é gerenciado por:

O site Letras & Livros.com.br é uma iniciativa de Vladimir Lima Araújo e sem fins lucrativos. Este espaço não tem vinculação a nenhuma editora, gravadora ou publicação e possui como objetivo maior a divulgação de matérias referentes à literatura em geral. Aguardamos dos que nos derem o prazer da visita, críticas, sugestões, comentários e idéias, que serão sempre bem vindas. Desde já, o nosso muito obrigado. As opiniões emitidas em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem, necessariamente, a posição deste site.